Natal

27/12/2009

Post com atraso, eu sei… Desculpa.

Eu sempre gostei do Nastal. Não como uma celebração religiosa, longe disso. Natal para mim sempre foi sinônimo de festas grandiosas, muita comida e presentes. Os primeiro natais da minha vida eram movidos a samba. Meu pai juntava a família toda na nossa casa, a festa era farta e todos só tinham que se preocupar com a própria diversão. O anfitrião terminava a noite bêbado, mas a bebedeira dele era tratada por todas como um exemplo de como celebrar.

A fartura de hoje não é a mesma de outrora. Passamos o Natal apenas meus irmãos, minha mãe e eu. Não tem mais samba, nem música nenhuma. O único que bebe sou eu, e a maior parte das pessoas me trata como se eu fosse um bêbado qualquer.

Mas eu adoro o Natal.

Anúncios