Mudança

A primeira vez que me mudei, eu tinha dez anos. Estava saindo do prédio que cresci, onde todos os meus amigos moravam. Aquele tinha sido um ano terrível, foi o ano que meu pai morreu, eu fui parar em uma escola nova com pessoas que não conhecia e precisamos mudar. Foi muito esquisito no primeiro dia da casa nova. Eu andava de bicicleta pelo apartamento, sem entender por que eu não tinha mais o playground.

Um pouco mais de um ano depois fizemos uma mudança muito maior. Minha mãe se casou de novo e estávamos indo morar em Macaé. Eu tinha boas lembranças de Macaé, mas morar lá parecia exagerado demais para mim. Ainda mais com a minha mãe casando com um estranho. Foi terrível ter que me adaptar a cidade nova, a escola nova, a vida nova, sem querer me adaptar a nada disso. Eu passei meses muito tristes naquela época, mas superei.

Em 2005, por conta de alguns problemas e, principalmente, porque eu não ia conseguir viver longe de uma Garota por quem eu estava recém-apaixonado há poucas semanas. Juntei minhas coisas e vim embora de volta pro Rio, tendo só um teto que me abrigasse aqui e uma perspectiva de emprego, nada mais. Foi uma mudança muito melancólica. Minha mãe não queria que eu viesse, eu me sentia abandonando a minha família. Para me despedir daquela vida que eu gostava um bocado, tomei um dos maiores porres da minha vida e entrei no ônibus no dia seguinte com uma tristeza maior que a ressaca.

Hoje eu desempacotei as últimas coisas da minha mudança. São apenas três quadras de distância da minha antiga casa, mas com possibilidades novas e muito boas. Foi talvez a única mudança da minha vida que eu fiz sem que nada me fizesse sentir obrigado a isso. Foi a primeira mudança da minha vida em que os prós eram muito maiores que os contras.

(Não que eu me arrependa de ter vindo pro Rio pra, entre outras coisas, ficar com a Garota. Olhando a minha vida hoje, foi uma das coisas mais inteligentes que eu fiz na minha vida. Mas eu só consigo ter essa idéia hoje, naquela época era tudo mais triste.)

Eu tenho lembranças especiais sobre cada uma dos lugares que morei. Lembro que no primeiro, tinha uma tomada falsa no meu quarto que escondia um cofre, e embora ele nunca fosse utilizado, eu adorava abri-lo, como quem descobre um tesouro. Lembro que o segundo era um apartamento tão grande que eu e meu irmão jogávamos bola na área de serviço. Lembro das casas de Macaé, da primeira vez que tomei um banho de mangueira no quintal, e de como era bom cochilar a tarde na rede. Lembro da última casa em Macaé, meu quarto ficava na frente da casa e não era incomum eu dormir olhando para o céu.

Que lembranças terei desse último apartamento? Talvez o caminho que aprendi intuitivamente entre os tacos soltos, para fazer menos barulho de madrugada. Quem sabe a mania de fechar o basculante do banheiro com medo de ser visto pelo vizinho. Vai saber! Guardarei essas lembranças, mas não poderei vivê-las intensamente, por que estarei ocupado com a casa nova.

Anúncios

10 Responses to Mudança

  1. Bella disse:

    Eu, particulamente, como boa pisciana não gosto de mudanças… to chocada com sua mudança de 2005 por conta de uma guria!!! Isso que é coragem! Boa sorte nesse novo ciclo

    • oluquetucho disse:

      Bom ter tocado nesse assunto, Isabela. Eu também tenho aversão a mudanças, mas entendo que ás vezes elas são inevitáveis.

      E a “guria” a quem você se refere, é na verdade A Garota.

      Obrigado pela visita, Isabela.

  2. Tom disse:

    Também passei por algumas mudanças nos últimos anos, tanto quanto era mais jovem. E por motivos diversos… É bom quando uma mudança, mais do que encarável, é desejada!

    É bom podermos escolher o que levar (102 meias!!!) e o que jogamos fora. É bom dar tchau ao mesmo tempo em que dizemos olá pra uma série de coisas…

    Essa mudança, em particular, só vem dar concretude a um processo que estava se delineando, beeem devagar!

    E, sobretudo, é bom ver que arranjou tempo pra voltar aqui, depois desse tempo todo!

    😀

    • oluquetucho disse:

      Pois é, rapaz. Essa mudança é parte de um processo, é causa e efeito. Mas isso é papo (e motivo) para uma mesa de bar.

      Beijão

  3. Nada Sou disse:

    eu ouvi falar em bar?
    rsrs

    belo texto, me deixou com saudade de minha velha casa em Macaé, que não vejo desde 2008.

    (aliás, não vejo nem mesmo Macaé desde 2008)

    recentemente estive em Ouro Preto e visitei a primeira casa da qual tenho lembranças e foi uma experiência e tanto também. escrevi sobre isso, mas não publiquei no blog…

    abraços?

  4. a garota disse:

    Engraçado. Eu nunca passei por essa experiência de mudar de residência. O que é muito diferente também, pois moro há 22 anos no mesmo lugar. Então eu mudei dentro de um mesmo ambiente. Os vizinhos me conhecem desde criança, aquele lugar faz mais parte da minha história do qualquer outro. Tenho certeza que quando tiver que sair de lá será um momento mais do que especial para mim..

    Agora sobre as suas mudanças, acho que todas foram importantes e marcantes. Acredito que essa de agora é uma mudança de transição, já que ainda teremos mais mudanças pela frente!

    Adorei o post!

    Beijos

    Obs: A de 2005 foi a mais importante na minha vida até agora…

  5. Pedro disse:

    se serve de consolo, refrigério, ou quiçá dinâmica de auto-ajuda:

    meu nome é Pareto, tenho 29 anos e estou de mudança, indo para a minha 14ª residência.

    • oluquetucho disse:

      Meu amigo Pedro, mas fundamental é aproveitarmos as oportunidades que cada uma dessas mudanças nos proporcionam, certo? 😉

      Beijão

  6. Vollu disse:

    Grande Lucas,

    Parabéns pela vida nova. Sei o quanto isso é importante para você.

    Triste é se dar conta que estou sabendo através do blog. Precisamos nos encontrar urgentemente! Saudades!

    Abraço.

    • oluquetucho disse:

      Vollu,
      muito obrigado pelo votos, você acompanhou de perto essa batalha.

      Precisamos nos ver com urgência. Saudades suas.

      Beijão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: