A reforma tributária feita na base de palavrões

A história começa com um vídeo do Felipe Neto sobre o #precojusto.

Admito que minha primeira reação foi mencionar o Classe Média Sofre. Não tem nada mais classe média que um vlogueiro de Ray-Ban reclamando dos preços absurdos de iPads, Playstations e Blu-Rays do Harry Potter. Mas o desenrolar dos meus comentários no twitter (esse, esse e esse, por exemplo) tornam o debate necessário.

Vou resumir o vídeo. Em oito minutos, com muitos gritos e 36 palavrões, Felipe reclama da alta carga tributária brasileira sobre eletrônicos importados, jogos de videogame e Blu-Rays. Que a carga tributária brasileira é alta todo mundo sabe, mas os exemplos que o Felipe Neto usa são emblemáticos. O movimento é da classe média para a classe média. Ele não fala dos impostos em cascata sobre alimentos, não fala sobre o ICMS abusivo que os estados cobram sobre medicamentos. O problema aqui é com os importados.

Embora seja um pouco descabido no Brasil, país com tantas injustiças e brutal desigualdade de renda, acho que a classe média tem sim o direito de reclamar e protestar por iPads mais baratos. Uma democracia é isso, Felipe Neto com seus milhões de espectadores, falar para esse público sobre o que é um problema da classe deles. A classe média brasileira sempre se guiou pelo “ema ema ema”, não dá para esperar uma mudança a essa altura do campeonato, muito menos vindo de um garoto de 23 anos e seu público ainda mais jovem em sua maioria.

Fui lá dar uma lida no manifesto do #precojusto. Achei bem razoável, embora eu não tenha entendido bem o final:

“O manifesto #PrecoJusto tem o objetivo de enviar para Brasília a nossa insatisfação e revolta. Nele, basta você assinar com seu nome, email e CPF que nós tomaremos todas as medidas necessárias para que enxerguem nossa manifestação e, assim, possamos sair da Internet para conseguirmos uma lei.”

Então eles vão pegar um milhão de assinaturas e entregar ao “governo”, assim como se o governo fosse uma pessoa como uma queixa? Não tem nenhum senador ou deputado para quem eles queiram entregar? Não existe nenhuma proposta emenda constitucional que reduza a carga tributária, mesmo que seja só o imposto sobre importação? Então vocês querem ir até o governo entregar uma reclamação com um milhão de assinaturas?

Aí eu me lembrei do Jogo Justo, movimento que conheci no Nerdcast. A idéia é mudar a classificação fiscal dos videogames, para que a tributação recue um pouco. Hoje, videogame é considerado pela receita federal uma máquina eletrônica de jogo de azar, por isso o imposto sobre ela é tão agressivo.  Para dar corpo ao movimento, os caras organizam pequenas feiras onde você pode comprar jogos de videogame a preços módicos.

Embora o Jogo Justo seja um movimento restrito aos games, os caras tem um propósito claro sabem como buscar esse objetivo. Além disso, eles estão criando de si, com as feiras, comunidades para apoiá-los, estão buscando apoio popular. Por outro lado, o Preço Justo do Felipe Neto tem o próprio e a sua audiência e um vídeo com muita histeria, tudo isso para levar até Brasília um documento com… o maior mimimi do Brasil.

Mas não serei eu o reacionário. Vou assinar o manifesto, vou botar na mão do Felipe Neto e esperar que ele segure e agite. Vou fazer a minha parte e deixar que ele honre o compromisso de entregar isso pessoalmente a Dilma Rousseff. Se com um milhão de assinaturas Felipe Neto vai fazer a primeira revolução de sofá do Brasil, não sou que vou impedir.

Mas e se não der em nada, as centenas de fãs dele que me xingaram aqui e no Twitter vão cobrar alguma coisa dele?

Update:

O Rob Gordon também foi alvo dos trollzinhos que seguem o Felipe Neto, e publicou uma impagável resposta a eles.

Anúncios

125 Responses to A reforma tributária feita na base de palavrões

  1. Tom disse:

    Sem entrar nos méritos de nomear donos, a iniciativa do ‘manifesto’, se é que podemos chamar assim, é do Brasil 247, um portal de notícias para… iPads (ver em http://www.brasil247.com.br/pt/247/info/175/quem-somos.htm).

    Ou seja, advogar em causa própria, no caso do portal, já é um pouco feio, do meu ponto de vista.

    Mas pega muito mal MESMO imaginar um personagem/ator usar sua imagem assim onde, acredito, deve ter rolado um belo cachê pra fazer o vídeo/campanha…

    er… quer dizer… ele já estava vendendo camisas, falando dos links de anúncios…

    é. deixa pra lá! 😦

    • oluquetucho disse:

      Tem que ver isso aí! A quem o manifesto de Felipe Neto interessa?

      • Willian disse:

        Bom,li o comentario acima e ate certo ponto concordo.
        Eu moro no japao ha 3 anos, e , so quando cheguei aqui pude perceber o quao grande eh o abuso sobre impostos no Brasil, um absurdo!
        Encontro produtos que no Brasil custam um salario minimo inteiro, e aqui consigo comprar com apenas um dia de trabalho…nao que eu ganhe
        Muito bem, mas pelo fato de que nao ha uma taxacao extremamente injusta de impostos em cima de qualquer produto, que eh o caso do Brasil.
        O felipe neto que eh uma pessoa que eu admiro, soube exatamente como alcancar a atencao dos jovens desta ERA, que obviamente nao tem a mesma visao de uma pessoa que teve outra linha de formacao.
        O negocio eh apoiar e ver no que vai dar, saber quebrar seus proprios conceitos eh um bom comeco!
        Abrcs! ; )

      • oluquetucho disse:

        Willian, sigo afirmando que a abordagem do Felipe Neto esta completamente equivocada. Começando dessa maneira, dificilmente o movimento terá sobrevida.
        Abs

  2. Leandro Sa disse:

    Bom. Não sei se o intuito do Felipe, ao focar os impostos que incidem sobre os aparelhos eletrônicos que citou, Foi realmente demonstrar sua maior importância com eles e desprezar questões insofismavelmente mais relevantes. Acredito, ate o momento, que não. Creio que tenha sido pelo fato de serem produtos que detém tributos fortemente extorsivos, mais que alguns sobre alimentação, por exemplo. Junto a isso, entendi que a restrição teve o escopo de atingir a consciência da maior parcela da população, que, como se sabe, eh alienada, consumista e submisso. Pessoas como vc, Lucas, como bem demonstrado em seu texto, possuem discernimento e esclarecimento o bastante para perceber fatos que vc constatou. E vc esta certo, ao meu ver. Portanto, não são gritarias e radicalismos que o impressionarao, mas fundamentos racionais. Todavia, vc há de concordar que o Felipe, com seu comentário, conseguiu florescer uma visão em muitas pessoas que talvez nos, com todos os fundamentos e textos extensos não conseguiríamos, pois não seria atrativo ao brasileiro no geral (que lê bastante ;)) Entao, como disse antes, será inútil a busca dele em levar o abaixo assinado para Dilma, ok. Mas será que suas palavras não significaram nada se pensarmos sob a perspectiva da reflexão, na irresignacao? Será que foi inútil sob todos os pontos de vistas? Acho que não.

  3. Anderson disse:

    Oi. Não sei quem você é mas de uma certa forma concordo com vc. O felipe neto priorizou muito o lado dos eletronicos e esqueceu as urgerncias em que temos de resolver nesse país de merda! Estou tentando abrir uma empresa. Quantos impostos você acha que eu tenho que pagar? Então quer dizer que você concorda com os impostos abusivos governamentais criticando o Felipe desta forma? Você ao menos trabalha meu amigo?

  4. Carina disse:

    Concordo completamente, a ideia é boa, porem mão foi expressa da forma mais correta, na minha opinião.

    • oluquetucho disse:

      Carina, a minha idéia? Se for, fala quais pontos ficaram obscuros, e se for o caso eu clarifico.

      Abs

  5. Aline disse:

    NÃO QUER AJUDAR, NÃO ATRAPALHE! SE VOCÊ TÁ FELIZ PAGANDO A QUANTIDADE DE IMPOSTOS QUE UM BRASILEIRO PAGA, ÓTIMO. SENTA A BUNDA NA CADEIRA E VAI DANDO TODO SEU DINHEIRO PRA POLÍTICOS. MAS INFELIZMENTE, GRANDE PARTE DA POPULAÇAO BRASILEIRA (E BOTA GRANDE NISSO) NAO CONSEGUE PAGAR OS IMPOSTOS E SE ATOLA NUMA BOLA DE NEVE CHAMADA DÍVIDA! IMPOSTOS SÃO NECESSÁRIOS, MAS NÃO NA MEDIDA QUE PAGAMOS E NEM MESMO PRA PAGAREM SALÁRIOS DE 13 MIL PARA SENADORES

    • oluquetucho disse:

      Você leu meu texto, Aline? Então sugiro que o faça com mais atenção, porque essa parcela enorme da população nem foi mencionada pelo Felipe Neto.

      Os impostos asfixiam muito mais quem realmente não pode pagá-los, não quem quer comprar um Plyastation3.

      Abs

      • Saulo disse:

        Felipe Neto criticou uma pequena parcela do q é a realidade pra ele e muitos outro no nosso país.
        Ñ podemos ficar criticando ele por ñ ter criticado o imposto sobre os alimentos q afeta 100% da pop brasileira.
        Tudo bem… pelo menos ele criticou uma % de produtos q são colocados impostos assustadores!
        Ñ importa se ele tem loja virtual, e se isso der certo vai aumentar as vendes de cetos produtos….
        O q importa é q ele critica um grande problema brasileiro!

  6. Mannu disse:

    Ok. Antes de mais nada, parabéns muito bem escrito o post.
    Agora vamos lá. Não sou fã DESTE Felipe Neto. Não me espelho em suas “sábias palavras” nem tenho fantasias adolescentes sexuais com ele, como a maior parte do público feminino atual dele nos dias de hj…
    Mas tbm não posso compactuar com a hipocresia.. Vamos ser honestos???
    Todos os dias nos vendemos, abraçamos nossas causas,falamos palavrões, defendemos nossas verdades, nos promovemos de tdas as maneiras possíveis, fazemos extremamente VERDADEIRA nossas opiniões e blá blá blá… Veja bem, tds os dias.. Então o que esta criatura fez? Uma revolução de sofá??? ok… mas por acaso não é revolução dele??? Sim, é a “reatividade” dele, a resposta dele ao mundinho de classe média alta que ele pertence agora… Não é isso??? Pq julgá-lo, cobrar resultados, pedir garantias da “funcionabilidade” de seu.. Movimento???

    Não acredito que esta seja uma maneira inteligente de promover a mudança de tantas outras coisas necessárias em nosso País, sinceramente.

    Aliás, se estivéssemos fazendo valer nossos direitos, exigindo respeito dos ladrões congressados em praticamente tds os “setores” de nossas vidas, não estaríamos aqui discutindo as atitudes de um vloggler que está lá, lutando pelo q ele considera importante não é mesmo?

    Eu só lamento que este vlogger tenha tantos seguidores, e não os “agite” para uma causa mais justa, por algo que possa ser mudado e abranja camadas menos favorecidas da sociedade mas ele não é Jesus Cristo e nem um apóstolo do bem, e apenas LAMENTO, não julgo nem critico sua atitude.

    Quem não pertence a este “mundinho encantado de Felipe Neto” e deseja respeito, deseja realmente mudanças em setores diversos de nossas vidas, – educação,impostos, taxas, etc etc etc, que movam-se, iniciem seus movimentos e abaixos assinados, levantem suas bandeiras, topam saírem pelados protestando nús na Paulista??? Contem comigo, me chamem, estarei presente protestando, terei o maior prazer em fazer alguma coisa além de dar ibope a um menininho de classe média alta que chora para pagar menos em seus games e afins.

  7. heloisa disse:

    Acredito que mesmo o Felipe Neto seguindo essa linha de raciocínio na hora de fazer o vídeo citando apenas os games,ipas e filmes,ele tenha feito somente pra convocar o público jovem,que é com quem ele trata,se ele fizesse um vídeo citando os impostos dos setores que vc falou,vc acha que o manisfesto teria em menos de 24 horas quase 150 mil assinaturas,e ñ foi vc que disse que esse jovens sequer teriam CPF,de onde vem essas assinaturas então?são de seus pais?e mesmo se fosse pelo menos com o exemplo citado que é do interesse deles,os jovens mesmo aos gritos e palavrões puderam entender o quanto nos brasileiros somos lesados pelo governo,vc é inteligente o suficiente pra saber que jovem nenhum presta atenção em analise de economista padrão,alias eles só aparecem em programas em horários bem cedo,ou bem tarde,falando numa lingagem que ñ é pra jovem dessa idade entender ou se interessar.
    A forma como foi dita pode ter sido agressiva mais pelo menos levantou uma questão,e ñ importa se foi copiada,desse ou daquele projeto,é hora de se unir e ñ de briga de egos de quem fez ou deixou de fazer esse ou aquele projeto,todos juntos podem fazer um movimento interessante,pode ñ dar em nada,como muitos em nosso país,mais se qualquer um que quiser reclamar seja do que for,pensar logo de início que ñ dai dar em nada,então o melhor a fazer é cruzar os braços e abaixar a cabeça pra tudo.
    Todos os impostos seja qual setor for cobrado são abusivos,acredito que Felipe quis citar itens que chamasse a atenção dos jovens,algo que pegue no bolso deles,nessa geração de hoje tão materialista e egoísta,ele conseguiu mesmo que aos gritos,mostra algo que o fizessem pensar,e tentar mudar algo que o prejudicam,isso é um começo,hj são os games,ipas e filmes,amanhã pode abrir a cabeça do jovem a reclamar até mesmo do arroz e feijão que eles comem todos os dias e nem sabe o quanto de impostos o seus pais pagam por isso.
    E ñ concordo quando vc diz que é uma reclamação da classe média,hj pode se encontra Play Station,filmes mesmo que piratas e computadores modernos em qualquer lugar,até mesmo uma família que mora em uma periferia hj tem condições de comprar um computador nas Casas Bahia por 1200,00 reais mesmo que parcelado com muitas prestações,mais computador deixou de ser item somente da classe média há algum tempo,e essas mesmas famílias que hj tem condições de comprar um computador numa dessas lojas,teria sim condições de ter um IPAD se o juros ñ fosse tão alto,fazendo o preço dele se tornar tão inacessível aos seus 2400,00 reais,se custassem os 924,00 que custam no USA,ou mesmo se chegasse ao Brasil custando em torno de 1200,00 muitos teriam condições de ter,e ñ somente os jovens de classe média,das classes C e D também,e baixando o preço dos filmes e games,finalmente poderia ter uma enorme baixa nos piratas que vendem tanto e dão enorme prejuízo ao país;
    Criticar o fato dele ñ citar outros itens é limitar demais a questão,e diminuir a importante de saber que os jovens sim entendem do que são os impostos e talvez nem ligassem porque pra eles era algo que atingia somente o arroz e feijão que eles comem,e vendo tanto barulho com esse assunto,é constatado que o jovem mesmo que com um movimento por algo que possa passar um imagem de ser materialista e egoista,quer se mexer,quer mudanças,e sabem que podem fazer.
    É um começo,mais qualquer movimento que venha nesse momento de jovens que são tão passivos desse país merece crédito e esperança de algo que estar ou não por vir,vamos acreditar e aguardar.Boa noite.

    • oluquetucho disse:

      Heloísa, é o próprio Felipe Neto quem limita a questão. A briga dele não é contra impostos mais baixos, é contra impostos mais baixos para importação de eletrônicos e videogames.
      Esse papo de que adolescente não se informa porque as análises econômicas passam num horário que ele não estyá vendo tevê é inaceitável. Nunca fui um prodígio, mas sempre soube onde buscar informações. Com a internet, não faltam possibilidades para essa meninada, e ainda assim eles preferem se informar pelo FN. Deve ser por isso que foram tão agressivos, nos ataques que me fizeram no Twitter, com palavrões, ofensas a minha família. Felipe Neto é a voz desses jovens.
      Um abraço

      • heloisa disse:

        Eu sei que briga dele contra impostos de eletrônicos importados e qual o problema nisso?o que citei foi justamente isso,o fato dele citar um assunto que interesse a maioria dos jovens,ñ adianta querer falar com os jovens de hj com a linguagem que os economistas atuais falam,se ele tivesse citado qualquer outro tipo de imposto ñ ia ter interesse da maioria dos jovens,vc ñ é mais jovem da idade do público que ele se comunica,ñ tem nem como comparar os jovens de hj com os de tempos atrás,todos nós tivemos escola melhores,informação melhor,hj a educação está cada vez mais uma porcaria,os jovens estão cada vez mais alienados ñ somente com política mais de um modo geral;
        Não acho que o vídeo dele vai causar uma revolução mais abre espaço para um debate e abrange para os jovens assuntos que eles sequer falam no seu dia-a-dia,mesmo que seja se mobilizando pelos eletrônicos hj,é somente um começo,ñ adianta querer esperar da maioria dos jovens uma reação que é sua,vc se interessou por buscar meio de informações,a grande maioria dos jovens de hj ñ fazem isso,mesmo que seja de uma forma impactante como essas,teve um retorno positivo e isso é o que importa no momento,pode ñ mudar nada,hj os jovens estão debatendo e se mobilizando somente por conta dos eletrônicos,porém é um começo pra dar espaço pra debater e brigar por outras questões e ñ somente por interesses pessoais deles e sim um outro que envolve a todos de modo geral;
        Os jovens que te ofenderam ñ falam palavrões por causa do Felipe Neto,hj é comum ver até crianças que sequer tem twiter falar palavrões,isso é por conta da educação que esses jovens vem recebendo,quem é criado numa familía que é comum a linguagem a base de palavrões vai levar isso pra toda vida,e ñ precisa do Felipe pra isso,eles xingaram pq muito deles justamente por falta de informação ñ sabe argumentar e debater de forma saudável,e usam desse tipo de argumento como uma forma de defesa,errada,mais é assim que eles foram educados,nada tem haver com o video ou com o Felipe Neto,esses jovens xingam qualquer um,inclusive o proprio Felipe se num próximo vídeo falar algo do qual eles ñ concordem.
        Nem acho que ele seja a voz dos jovens,sua grande maioria desses tem ídolos até bem piores do que o proprio Felipe,que pelo menos nesse caso mesmo falando de forma agressiva se fez ouvir e ser entendido,por esses jovens que normalmente ñ se mobilizam e nem tem interesse em nada com relação a politica,mesmo que de forma egoísta e buscando os seus proprios interesses,o video mostrou que tem um caminho pra se chegar perto dos jovens e tentar buscar neles uma consciência politica pra brigar por seus direitos;
        Hoje são os eletrônicos,amanhã poderemos ver jovens brigando por baixa em todos os tipos de impostos,e ñ somente com impostos tem outros assuntos tão importantes quanto,que precisam da mobilização dos jovens desse país,pode ser um começo que pode acabar muito cedo antes mesmo de iniciar uma luta,mais é um começo,então novamente vou dizer,vamos aguardar e acrditar que vai acontecer e se desenvolver o melhor,quem sabe…

      • oluquetucho disse:

        Heloisa, esse manifesto do Felipe Neto dificilmente vai dar em alguma coisa. Sabe porque? Ele nasceu vazio. É só um rapazinho xingando que quer pagar mais barato no seu iPad. Não há prposta nenhuma por trás disso.
        Agora, você precisa se decidir se você é a decadentista que acha que a juventude nunca foi tão ruim e despreparada como hoje, ou se você é a Poliana que acha que Felipe Neto é a vanguarda da geração que vai resolver os problemas do país.
        Um abraço.

      • Saulo disse:

        Eletronicos e games foram exemplos… mas se tributos forem diminuidos, poderá afetar em varias coisas(produtos)…..
        Tem q ter é pressão pra q se conseguirmos, ñ fique só nesses produtos e se estendam pra carros, alimentos e tudo mais!

      • oluquetucho disse:

        Saulo, você veio ate o blog através do twitter? Porque eu acho que você comentou sem ler o que escrevi, e seu leu com certeza não entendeu o cerne da minha crítica.

      • Saulo disse:

        Eu li aqui.
        Traduzo palavrões como revolta de uma pop onde em sua maioria ñ tem noção de nada.
        Ele ta atras dos interesses deles e se de alguma forma me pega de tabela, posisitivamente, vou apoiar! como vc o fez!
        ñ me importa o público alvo, ñ quero entrar em detalhes pra criticar e trollar…
        acho muito válida a revolta dele com os assalto(impostos) q sofremos.
        Só isso ja me faz apoioar e ignorar se deixa ou ñ de ser um protesto vazio.
        Apoiaria por muito menos!
        []´s

  8. Tatiane R, disse:

    “Mas não serei eu o reacionário. Vou assinar o manifesto, vou botar na mão do Felipe Neto e esperar que ele segure e agite. Vou fazer a minha parte e deixar que ele honre o compromisso de entregar isso pessoalmente a Dilma Rousseff.”
    Disse tudo!
    E devo confessar que quando comecei a ler seus tweets pensei que fosse algum desses trolls e haters que existem por ai. Mas depois de ler algumas dezenas de seus tweets percebi como seus argumentos sao bons e nao alienados! você esta de parabens!!

    • oluquetucho disse:

      Obrigado. Não tenho estômago para ser troll. Só consigo trollar meus amigos. 🙂

    • oluquetucho disse:

      Fica tranquila, Noemy. Erros que surgem no calor do momento, quem nunca cometeu? O importante é se fazer claro.

      • @WoD_ disse:

        Foi essa postura séria que me atraiu ao blog também.

        Pena que ela não traga efetivamente “seguidores” sérios.

        A moda agora é xingar e gritar, que nem se faz com as mamães e os papais.

        Quero ver essa mulecada fazendo isso pra entrar na faculdade, no trabalho e pra manter um filho.

        Eu espero que essa juventude imbecilizada que temos desencadeie uma futura geração de revoltados.

      • oluquetucho disse:

        Rapaz, essa molecada está despreparada para o mundo. Xingar quando discordam de você é um dos piores jeitos de mostrar intrasigência.

        Tom, como foi que eu não saquei o “WoD_”? Rapá, se um dia quiser falar a respeito, estamos aí. Grandes histórias para contar.

  9. Maria disse:

    O projeto “ficha limpa” teve início na internet, também.
    Não acho que você deva tanto descrédito na iniciativa do Felipe Neto. Lembre-se de que a população ainda pode mandar no Estado.

    • oluquetucho disse:

      Maria, sou contra a lei da ficha limpa. É uma lei criada para que o povo vote errado, mas perca seus votos e enquanto isso seguimos sem educação política. Bolsonaro, é ficha limpa.
      Abs

      • Maria disse:

        Tudo bem você ser contra, mas não foi este o meu ponto.
        O que quis ressaltar é que a população ainda pode agir contra o estado, mesmo que seja pra algo que muitos considerem “fútil”. Através do início na internet, a Ficha Limpa está no congresso, em processo de legislação, tal como a camapanha do Preço Justo Já pode ou não ter os mesmos resultados.

        Sobre “lutar por algo que valha mais a pena”, acho que devíamos tomar isto não como última, mas uma das primeiras manifestações da população insatisfeita com seu governo.

  10. Noemy disse:

    Então , é oq eu tava falando com uma amiga hooje,acho que eles deviam lutar por uma coisa que realmente mude a vida das pessoas,porque essa “Campanha” de fato der certo,parabéns eles conseguiram abaixar o preço dos eletronicos,legal ,mas e as pessoas que estão lutando para ter uma comida na mesa,e tem que pagar esses impostos pelos alimentos,eles podiam lutar pra isso,porque uma pessoa que passa necessidades,não está realmente preocupada com o preço dos eletronicos,e uma pessoa que está com fome,não vai jogar para passar a fome …eu não sei direito,porque não vi o vídeo e nem entrei no site deles,nem nada, mas acho que eles deviam pensar nisso,ou então fazer algo que funcione,para tds as classes,principalmente as mais necessidades,e como o Felipe mesmo disse ,pra vc levantar a bunda do sofá e fazer alguma coisa,eu digo ele que devia fazer isso,e procurar alguma de verdade para lutar…. eu até não tinha nada contra ele,mas desde que ele criticou a religião de uma menina,e a humilhou no twitter,eu venho pensando,oq esse cara realmente quer ser? ele fala ,fala e fala, mas na verdade ,a cabeça dele é de um moleque… tenho amigos com 18 anos que são mais homens que ele,falo na questão do que o pessoal conhece,porque eu não sei como é a vida dele fora da internet,mas quando a faminha dele acabar,e ele não ter mais oq criticar…veremos oq será … afinal tudo passa … LUTEMOS POR UMA CAUSA JUSTA ! é isso …

  11. marcos disse:

    Quanto ao manifesto achei legal tive uma visão parecida com o que vc teve em termo de apenas produtos importados mas, percebi que é um passo inicial para lutar por um páis mais justo.
    Na constituição brasileira diz que se um projeto de lei ter mais de 1 milhão de assinatura esse projeto tem que ser votado no máximo em 6 meses.
    Não sei o que tem escrito no projeto, mas se alcançar as assinaturas, querendo ou não o congresso tem que votar e se alterar alguma informação que deixo o projeto diferente tem que pegar todas as assinaturas novamente. Infelizmente os brasileiros não sabem que tem o poder de mudar muitas coisas hoje.

    • oluquetucho disse:

      Marcos, não existe nenhum projeto. É só um manifesto É isso que o site dá a entender. Viu como é vazio?

      Abs

  12. Noemy disse:

    errei num monte de coisas ai em cima,escrevi correndo (se de fato der certo* )

    (as pessoas mais necessitadas, e não necessidades) e perdoe os outros erros, é que o cansasso me consome rs.

  13. Victor R. disse:

    Bom, podemos não cobrar dele mas pelo menos alguem tentou. Se é pra criticar, deixa a pessoa tentar…e SE der certo?
    Focar nos eletrônicos é uma forma de atingir a audiência que assisti ao vlog dele, que entende esse lado. Dificilmente falando sobre impostos dos alimentos alguém se importaria (infelizmente). Mas no exemplo do PS3 da para entender perfeitamente o ponto que ele quis chegar.
    Então não creio esteja errado. Isso é o marketing pessoal dele usado para algo que pode ser bom. Ou seja, vamos torcer para que de certo inves de criticar.

  14. Carina disse:

    não, a ideia do felipe!

  15. @WoD_ disse:

    Cara, não lí os comentários da galera porquê meu tempo não deixa, mas vou mandar o meu, espero que não seja só uma repetição.

    Como graduando de psicologia me interesso muito pelas perguntas “Porquê uma subcelebridade tomou este papel de líder dessa massa de internautas” e, principalmente: “Até onde isso pode chegar”.

    A história já mostrou que grandes movimentos precisam de um nome: Robespierre, Getúlio Vargas, Lincoln até mesmo bandas de rock. Todos estes líderes foram representantes ativos dos “tipões” que foram seus contemporâneos, todos eles eram idealizados como valores de referência para as massas.

    Longe de idealizar Felipe Neto como um grande líder, mas deve-se admitir que ele representa uma fígura de prestígio considerável na internet, principalmente porquê as pessoas se identificam com ele. O porquê do prestígio do FN é uma questão que não vou desenvolver neste comentário, mas desde a menina de 13 anos que passa horas dando f5 no canal até o cara que viu dois vídeos e disse: “É esse cara tem razão”. O grande para isso é que ELE QUER SER ISSO. Acho que todos vão concordar comigo quando digo que ele não tem tantas views a toa. Ele sabe o que precisa fazer para isso. Os valores que ele diz ter nos seus vídeos são almejados por nossa geração. Tomem cuidado ao interpretar esse exemplo, procurem vê-lo como o melhor possível de uma figura carismática para uma massa enorme: Olhem de onde o Hitler veio, do nada pow. Quem aqui vai dizer que os argumentos dele justificam seus objetivos?

    Calma lá, não tou propondo FN para presidente em 2014, embora eu ache que vamos estar vivos para ver a primeira eleição do Brasil disputada entre grandes figuras da internet, mas estou dizendo que ele está se propondo a líder de um movimento que, segundo ele, tem 114 mil assinaturas em 24 horas.

    Há anos o Brasil não vê um movimento (vou denominá-lo semiativo, pelo fato de ser pela internet), que afete com intensidade uma grande massa NACIONAL de pessoas. Motivos para mobilizações é que não faltam, mas parece que só agora alguém conseguiu o carisma e um bom motivo para organizar algum tipo de ato. Gadgets caros são o grande calo da maioria dos internautas (que incluem outras massas como geeks, gamers e etc). E uma das estratégias extremamente eficazes para que o Felipe Neto usou pra ganhar a confiança foi o seu próprio “poder”, no caso a sua imagem. Quando ele fala “Deixa essa poha comigo”, ele tá apostando o seu cargo de “subcelebridade”. Se ele não fizer nada, ou fizer merda. Além de perder “seguidores”, vai jogar a sociedade no ceticismo com esse tipo de movimento e declarar seu próprio fracasso. Se isso acontecer, estou curioso pra saber como se dará este ostracismo.

    Tou fazendo tempestade em copo d’agua? Tou. Petição online e bosta pra mim é a mesma coisa. Mas depois que esse cara tiver movimentado o número de pessoas que ele parece estar movimentando, quero ver ele fazer um video pra dizer “É galera eu fui lá, entreguei, mas ela disse que não dava não”. É esse momento que eu aguardo. Quero saber esse passo seguinte. Será que uma subcelebridade tem poder pra organizar um protesto de verdade? Até que ponto esse cara tá disposto a lutar? Ele vai querer ser visto como o cara que grita, esperneia e não faz nada?

    Eu vou ajudar ele o quanto eu puder, só pra ver esse impasse. Estou ansioso pra saber se esse movimento entra na história, mesmo que tenha um objetivo tão pequeno em relação a outros problemas do Brasil. Fiquem espertos. As próximas revoluções que este planeta conhecerá se darão primeiro na internet. Nós ainda estamos viajando nesse mar de informações, só aproveitando a vibe e parlermando nos redtubes da vida. Mas vai chegar uma hora, assim como chegou pra todas as coisas do passado, que a negada vai ficar de saco cheio. Eu quero estar dando aula em uma faculdade explicando para os meus alunos como surgiram e aconteceram esses fenômenos à principio.

    PS: Olhaí, depois de um comentário desse tamanho tou pensando até em criar um Blog =p.

    • oluquetucho disse:

      WoD_ você me assutou no começo (citar FN do lado de Lincoln, Vargas e Robespierre?!) mas gostei um bocado do final. A sua idéia de dar força para ver até onde vai é muito boa. Mas coloco dois palpites na roda: eu duvido que se o negócio der em nada o Felipe vá tocar no assunto e duvido que isso faça ele perder um volume significativo de fãs/seguidores/espectadores.

      • @WoD_ disse:

        hehehehehehe, pensei em tirar as citações, mas não é impacto que tá na moda?

        Cara vou apostar contra você. Minha fé nesse país dependerá dessa aposta.

    • Tom disse:

      Se me permite,

      uma coisa que aprendi foi buscar a essência das coisas. Não sua origem, mas aquilo que faz daquela coisa o que ela é. Nesse caso, uma lista com cpfs, nomes e e-mails… onde temos esse tipo de cadastro hoje em dia?

      Sim, porque não há qualquer texto feito que seja avalizado pelas ‘assinaturas’…

      O ‘deixa comigo’, ‘confie em mim’ nesse caso em particular pode ter desdobramentos interessantes.

      Estou falando isso apenas pra colocar mais lenha na fogueira. De fato, concordo com você, WOD_ (qual o seu clã favorito? rs)!

      O movimento começou, está acontecendo! Vamos ver no que dá! E contrário ao dono do blog, não gosto de fazer apostas, não pelo menos envolvendo dinheiro! 😛

      Abraços!

      • @WoD_ disse:

        AUShAUShaUShu
        O WoD não vem desse WoD aí, mas é Assamita 😀

        Veio, com 200 mangos tu faz uma consulta no CPF de alguém que tu descobre o endereço do infeliz, últimas transações e coisas até mais obscuras.

        Se tu quer se chocar, procura conhecer alguém que trabalha com Telemarketing. Tu vai ver o quanto é simples conseguir qualquer dado de qualquer cidadão.

  16. Iael disse:

    Bem… Em realção a tudo que foi citado, compreendo perfeitamente. Sua opinião. Não dá pra mudar. Mas vou expressar aqui, minha opinião.
    Primeiramente, todos os vídeos do Felipe Neto tem palavrões e muitos gritos. É o que ele faz para atrair audiência. Se Felipe Neto resolveu priorizar os produtos importados, talvez seja porque o que as pessoas mais compram são produtos importados. Porque ele não falou dos impostos cobrados em produtos brasileiros? Bem, ninguém é perfeito. Ele pode não ter notado isso, ou simplesmente não deu pra encaixar no vídeo de oito minutos. Ele pode também ter escolhido falar dos produtos importados para ter uma base, algo com o que comparar o preço.
    Já com produtos brasileiros, não tem como comparar esses preços, e se revoltar por em outros lugares ser mais baratos.
    O final do manifesto não quer dizer que ele irá lá e colocar as assinaturas na caixa do correio. Com certeza ele deve tentar entregar para alguém especifico desse assunto. Mas ao dizer governo, ele generaliza e causa mais impacto, atraindo mais pessoas a assinar.
    Em relação ao Jogo Justo, talvez eles também tentem atrair certa classe. Pra começar, o pessoal que lê o blog Nerdcast, por exemplo. Felipe Neto se revoltou com algo, e resolveu tirar a bunda da cadeira ( ou não) para fazer algo. Ele deve tentar atingir o maior público possível para realizar certo objetivo. Nada melhor do que usar o vlog Não Faz Sentido, já famoso, para espalhar o protesto.
    Uma pessoa que acompanha os vídeos, verá e irá espalhar, provavelmente. Então, o que acontece? Irão espalhando para todos. É uma maneira de buscar apoio popular, mas “mais simples” do que sair mundo afora fazendo feiras. Pra isso que serve a internet.
    E… maior mimimi do Brasil? Sinceramente não concordo. Nas minhas aulas de história, a professora comentava sobre os impostos cobrados antigamente, então de algum jeito o assunto virava para os impostos cobrados hoje, e sobre a pirataria. Eu sempre pensava: Poxa, se o governo quer que compremos produtos legalizados, que abaixem o preço! Vale muito mais a pena comprar um produto fora da lei, barato e de boa qualidade do que gastar a alma pagando o produto bom e dentro da lei. Sem contar que a fiscalização não é assim tão grande. Em Belo Horizonte existe um shopping onde só se vende produtos do Paraguai, tudo mais barato. Já vi todo tipo de policia passando por ali, montada, de bicicleta, à carro… Mas nunca faziam nada. Não sei se é um shopping autorizado, mas se for, não muda nada. Todos irão lá e comprarão mais produtos.
    E assim, você acha que manifestos são assim? Você vai lá, fala: EI PESSOAL! NÃO GOSTO DOS IMPOSTOS COBRADOS! VAMOS LEVANTAR A BUNDA DA CADEIRA E EXPLODIR UM CARRO COMO MANIFESTO!!!!!!
    Por favor, não. Sempre que eu fico insatisfeita com algo no meu colégio, minha mãe fala: Faça um abaixo assinado, e mostre pra diretora. Ás vezes funciona, ás vezes não. Mas é uma forma de protesto do mesmo jeito. Várias pessoas que se juntam para mostrar sua insatisfação, mas sem causar rebuliços ou mais danos à ônibus e carros públicos.
    Sabia que o protesto que tirou o presidente do Egito da governança começou no twitter?
    Agora como Felipe Neto vai fazer para entregar isso ao “governo”, também não sei. Se o governo vai escutar, também não sei.
    Vou fazer minha parte: assinar. E esperar pra ver no que vai dar.

    P.S.: Não estou te chingando. Estou expressando minha opinião, discordando e concordando em alguns pontos. Seus argumentos são bons. Eu sou fã do Felipe Neto, gosto dos vídeos dele, de como ele expõe os fatos que todos sabem, mas que ninguém fala. Concordo com alguns vídeos dele. Mas não deixo de gostar de certas coisas só por causa do vídeo dele. Por exemplo: ele falou mau de Crepusculo. Percebi certas verdades em tudo o que ele disse, mas ainda gosto do livro (o filme ficou uma porcaria…).

    P.S.²: Desculpe erros de digitação.

    • oluquetucho disse:

      Iael, ser fã de Felipe Neto não é defeito. A cordialidade com que você veio aqui e se colocou para o debate foi muito bacana. Obrigado pela deferência. 🙂

      Os palavrões são um sintoma do quão vazio é o discurso do Felipe Neto. Quando ele diz que vai entregar ao “governo”, é porque ele desconhece por completo como essas coisas acontecem, além de ficar claro que ele não tem nenhum plano. Quando ele menciona apenas gadgets importados, ele mostra total desconhecimento da realidade além do mundinho dele. Quer um exemplo de como reclamar de impostos sem precisar comparar preços de produtos lá fora: quase um terço da grana que você paga de telefone vai para o governo do seu estado.

      O pessoal do Jogo Justo está criando uma comunidade realmente consciente e esclarecida ao seu redor. Felipe Neto, não esclareceu ninguém e convocou todo mundo para assinar um manifesto que não deixa muito claro do que se trata, e isso é tratar o seu público como massa de manobra. Consegue entender a diferença entre os dois?

      Sou contra o abuso que sofremos com os impostos, e acho que a pirataria é sim um fruto disso. Mas se Felipe Neto estivesse interessado em realmente mudar, provocaria uma discussão e não começaria um incêndio como ele fez.

      Olha, nem sempre os fenômenos de um microcosmos se reproduzem no macrocosmos. Então não dá para comparar o abaixo-assinado do Felipe Neto com um abaixo-assinado na sua escola. Funciona no micro, mas o macro tem muito mais variáveis.
      Um abraço

    • @WoD_ disse:

      É beleza. O Protesto que tirou o presidente do Egito começou pelo twitter, mas você consegue me dizer a importância disso para as ações militares-políticas?

      A internet tem muito pouco espaço nessa pressão com os governos. É fácil demais apertar em “curtir” e difícil demais se assustar com milhares quando se controla milhões.

  17. @h_beust disse:

    Bom primeiramente, gostaria de parabenizar o autor do post, achei este muito bem escrito, elaborado e embasado em fatos concretos.
    Em segundo lugar queria deixar minha opinião que é a seguinte: acho a iniciativa do Felipe Neto louvável, pois ele tem razão ao afirmar que os jovens tem o poder de mudar este pais (embora tenha que mudar muita coisa) e não acho de todo ruim ele ser um pouco elitista com isso, afinal, a natureza do ser humano, em sua suma, É egoísta, então porque não lutar para favorecer a classe do qual se faz parte? O que me refiro é o seguinte, acho um equivoco afirmações feitas ao redor do mundo em que o ser humano é igual. Discordo veementemente disso acredito que nenhum ser humano é igual ao outro, por isso nem todos os direitos deveriam ser iguais, afinal nascer de uma familia rica ou pobre, nascer com algum talento ou habilidade excepcional, ou nascer com algum dom nos torna diferentes, conseqüentemente deveríamos ter direitos diferentes e oportunidades iguais. A diferença entre classes ou intelectual não é “do mal”, a igualdade que é.
    Li também que você acha esta ação demagoga, acredito que em parte esta certo, pois dificilmente essas “assinaturas” terão algum efeito, porem não foi afirmado, em geral, que teria resultados reais.
    Por fim gostaria de registrar que embora concorde com o Felipe Neto, acho deplorável a ação dos seguidores do movimento ao critica-lo de forma tão vulgar e mal educada, por assim dizer. Acredito que uma critica construtiva ou um debate seria bem mais próprio, e não degradaria o movimento, como degradou.

    Enfim, um abraço e para não perder o costume: Viva o #precojusto !!!

    Ass: Henrique Beust (@h_beust)

    • oluquetucho disse:

      Henrique, sem direitos iguais não existem oportunidades iguais. Além do mais, quem decide quem tem direitos a mais ou a menos, e quais são os critérios para essa decisão? Cara, os regimes de exceção como o fascismo e principalmente o nazismo, partem dessa premissa de direitos inerentes a uma condição pré-estabelecida.
      Olha, a classe média tem todo o direito de fazer uma revindicação só para ela, mas ela não pode esquecer que não é maioria. E isso vai interferir muito no resultado.
      Um abraço.

      • @WoD_ disse:

        “E isso vai interferir muito no resultado”. Falou e disso.

        Mas o comentário do chapa aqui também tem razão. Estamos saindo da era das igualdades para entrar na era das diferenças. Não é fato que todos nós buscamos (nas lojas, na maioria das vezes) nos definir como diferentes da massa?

      • oluquetucho disse:

        WoD_
        Mas você fala de consumo, ele fala de direitos. São coisas completamente diferentes.

      • @h_beust disse:

        Entendo sua colocação, mas de maneira alguma me referi a diferença racial, mas sim diferença de classe e intelectual. Discordo quando diz que sem direitos iguais não terão oportunidades iguais. Exemplo: Todo cidadão tem acesso a escola, hospital, etc. Coisas do gênero. Agora pegue-mos dois indivíduos quaisquer “A” e “B”. Suponhamos que A tenha freqüentado a escola inteira, tenha sido um ótimo aluno, sempre foi espero e futuramente se tornou um medico para ajudar a sociedade, enquanto B também tenha frequentado a escola e tudo, mas por razões geneticas ou até mesmo familiares nao tenha se saido tao bem, nao arranje um emprego e venha a cometer pequenos crimes como roubo e coisas assim. O que quis dizer foi, as oportunidades foram iguais, porem os direitos deveriam ser diferentes, afinal o individuo A acrescentara algo para a sociedade, enquanto B alem nao ajudar, ira degrada-la.
        Claro me refiro assim a “crimes” menores ou ate mesmo ações que nao venham a interferir na vida de outros individuos.

      • oluquetucho disse:

        h_beust Decida-se! Ou você ignora raças ou fala de genética.
        Você continua sendo preconceituoso.

      • @h_beust disse:

        Sim me referi a direitos, mas o WoD_ tem razão também, estamos uma nova era, essa historia de igualdade nao cabe mais em um mundo onde a superpopulação e o crescimento acelerado ligado ao capitalismo estao fora de controle.

      • Tom disse:

        “Mas você fala de consumo, ele fala de direitos. São coisas completamente diferentes”.

        No mundo em que estamos vivendo, sou obrigado a discordar… mas isso é razão pra um post no meu blog! 😛

        vou beber da sua fama agora!! hahahahahahaha

      • @WoD_ disse:

        Não são não.

        A forma que nos vemos define em grande parte aquilo que exigiremos para nós. Incluindo direitos.

      • @WoD_ disse:

        Ei peraí! Vamo com calma!

        Primeiro cuidado ao dizer que alguém não foi bem na vida por razões biológicas. Vamos lá né?

        Segundo o Direito vem para normatizar as relações entre as pessoas, possibilitando a sociedade. Você entrou no mérito de uma questão bastante complexa: Se somos todos diferentes e cada um merece direitos diferentes então qual é o sentido de haver leis? E se não há leis, quem é que vai cumprir o papel e com base em que vai julgar alguém?

      • Garota disse:

        Estava com preguiça de escrever aqui.. e ainda estou… por isso vou só comentar esse debate de igualdade citando Aristóteles, para ele a igualdade consistia em tratar igualmente os iguais e desigualmente os desiguais. Eu concordo e darei um exemplo básico disso, vc não pode tratar um deficiente físico da mesma forma q trata um não deficiente físico, o deficiente físico precisa de leis especiais e de tratamento especial sim… E é isso que a nossa constituição fala!
        Qto a direitos diferentes relacionados a classes sociais, isso já existe. Quem não tem renda suficiente não paga imposto de renda, quem tem baixa renda tem direito ao bolsa família….
        Um texto mais profundo vc encontra em: http://www.direitonet.com.br/artigos/exibir/3509/O-direito-a-igualdade-que-discrimina
        Nem sempre direitos diferentes significa discriminação.. é isso.

    • @WoD_ disse:

      A “Garota” explicou o que eu queria explicar de uma maneira muito melhor.

  18. @h_beust disse:

    Vamos la meu caro, porque razões biologicas nao podem ser consideradas? A ciência já provou que varios seres humanos nascer mais capacitados que outros. Não vejo por que nao citar isso.
    As leis são embasadas em vivencias antigas e atuais do que o SER acha certo ou errada, feita por humanos, logo nao sao perfeitas. Uma sociedade perfeita seria onde leis seriam criada e aprovada por todos, e ninguém precisaria cuidar se esta sendo comprida ou nao afinal saberiamos que seria necessario para boa convivencia de todos.
    Porem como isto nao ocorre de maneira alguma, acredito que pessoas mais qualificadas devem ser designadas para tais fins, mas que seje algo como rotativo para nao beneficio proprio e tambem que fosse supervisionado constantemente. 😀

    Contudo, apenas minha opiniao, e acho extremamente horrivel discutir isso por computador, nada supera um debate frente a frente. Acho MUITO proveitoso e divertido.

    • oluquetucho disse:

      Quem define os “qualificados”? Quais são os critérios?

    • @WoD_ disse:

      Que ciência é essa que provou isso. Me mande artigos sobre isso, por favor. Ciência de superinteressante é café com leite meu chapa.

      Problema é que as pessoas não entendem os experiementos e depois são manipuladas por uma mídia que adora postar conclusões totalmente obscuras de experiementos sérios.

      Fala sério eim? Quer falar sobre ciência? Vá ler ciência.

  19. Bom, como tanta gente já falou fica difícil eu não falar algo repetitivo, mas vamo lá
    Acho que seu texto tem sim suas razões, mas acho que você nao foi feliz em “cutucar” o Felipe Neto,e não digo isso não porque sou fã, sim, temos problemas muito maiores do que o alto custo de produtos eletrônicos,mas isso é uma causa dele, não tem porque fazer esse escarceu todo e falar mal, deixa o menino fazer a parte dele, porque garanto que muita gente não faz, eu mesma, eu assumo, falo , reclamo,mas ações que é bom não tomo.
    A crítica aqui só seria válida se eele tivesse fazendo algo ruim.
    O fato é que ele tomou atitude que muita gente não toma, falar é bem fácil, mas não adianta.
    E como falei, com um amigo meu, garanto que se o vídeo dele não fosse com alguem famoso como ele e tivesse mais tempo de duração, não ia ter tantos participantes no movimento.
    Você com seu texto bem elaborado, verdadeiro, não conseguiria, como já disseram ai em cima, ler não é todo mundo que gosta, precisamos de atitudes se da parte dele, ele só quer ibope, e ele vai conseguir e muito, mas qual o problema ?
    Pelo menos, alguma atitude ele tá tomando.
    Enfim, o texto tem verdade, mas não tem o porque de existir.

    • oluquetucho disse:

      Camila
      Não cai no papo autoritário do Felipe Neto de “ou você está comigo, ou está contra mim, então cale-se!”. Esse blog é meu, e eu tenho o direito de me manifestar nele como eu quiser. Meu texto existe porque sou capaz de pensar e expor as fissuras na atitude aparentemente engajada do Felipe . E eu tomei uma atitude, assinei a lista. Estou apoianado ele no fim das contas, não?

      • Você tem todo o direito com certeza e até acho que seu texto é bom, mas acho que os comentários estão aqui para que sejam feitos sejam eles te apoiando ou não.
        Sinto muito por não estar te apoiando totalmente.
        =D

      • oluquetucho disse:

        Camila, você pode discordar de mim, mas daí a vir ao meu blog dizer que eu deveria ter ficado calado, é quase uma afronta.

      • Aline disse:

        Eu li todo o texto… e ainda postei no fb, como comentário a uma publicação desse vídeo do FN. Achei ótimo, bem escrito, razoável e absolutamente necessário, principalmente em obséquio à liberdade de expressão! Vi o vídeo, fiz um comentário mto similar ao seu… fui rebatida por uma menina (menina msm, nascida me 1993) que disse ser o FN “um doce de pessoa”. Resolvi, por isso, ler o twitter desse boa praça e, incoerentemente, “pra minha supresa, pouco me surpreendi”! Não é que o menino adora msm um palavrão!! Deus do céu… e isso não é inerente à juventude não, como fizeram constar algumas pessoas. Isso é marca registrada de quem não tem educação… e boas maneiras existem e estão aí pra todos, e não só para “os economistas”. Falar de alimentos é sim importante, pq o BR é um dos países em que mais se tributa os alimentos no mundo… e pobre, meu camarada, pode até viver sem o CALL OF DUTY, mas ele PRECISA comer!! É isso aí… 100% de apoio a vc, estranho e dono desse blog! E tb assinei o manifestou… pena que não vão transmitir a cara da Dilma recebendo o tal documento! Ia adorar =) De todo modo, parabéns ao FN por sair da inércia… quem sabe um dia o manifesto não seja feito em combate ao “estupro” de quem realmente é violentado por esse governo!

      • oluquetucho disse:

        Aline, obrigado pelos elogios.

    • @WoD_ disse:

      Camila, o loquetucho tá certo.

      Não se expressar porquê o cara tem um milhão de seguidores é uma forma de silêncio digna de alguém alienado! Cadê a poha do direito da liberdade de expressão?

  20. Olá, Lucas.

    Não costumo fazer muitos comentários em blogs, mas estou aqui a dar minha opinião acerca desse assunto tão simples, mas ao mesmo tempo tão complexo.

    Sabe porque esses jovens (tão jovens, uma geração mal nascida, mal criada, mimada e superprotegida – sim, tenho medo do futuro desse país com essa massa tão despreparada) demonstram tanta “revolta” com teu texto, com tua opinião? Simples.

    Pergunta a eles quanto está o quilo do arroz. Melhor, o quilo da carne, que aumenta exorbitante e absurdamente. Agora pergunta quanto está aquele jogo do PS3 que eles tanto pedem aos pais deles, mas eles não podem comprar (no momento) pois o preço dos medicamentos está altíssimo? Bem simples o raciocínio.

    Reclamam do preço da passagem do transporte público? Não, pois os pais pagam. Ou do combustível? Pfff.. pra quê?

    Não é do bolso deles. Quando houverem maiores preocupações do que preços de IPads eles vão se envergonhar de tanta raivinha por um item tão desnecessário à vida deles. Sim, eu consigo sobreviver sem um IPad. Eu não me sustento com dinheiro caindo do céu. Eu DEVO organizar os meus gastos. E descobri que o dinheiro que meus pais me sustentavam não é infinito desde que me entendo por gente.

    Não é uma proposta ruim, a do rapaz. Só acho que ele aproveitou mal a fama que ganhou ao fazer tal proposta. Faz revoluções gritantes a jovens que não necessitam de jogos de BluRay pra serem bons profissionais no futuro, saberem entender a política, a sujeira por trás dos eventos eleitorais de 2 em 2 anos.

    Se eu saberia orientar esses jovens de uma forma mais cabível? Difícil responder. Mas acho que um moço de 23 anos (tão novo!) começou de forma equivocada; falta muito arroz com feijão na sua proposta pra atrair uma verdadeira manifestação. E claro, uma boa lida na Constituição Federal e legislaturas adicionais.

    Não basta só o grito, deve-se também saber fazê-lo.

    Opinião talvez não tão sábia, porém, dita.

    Abraço!

    • Garota disse:

      Falei q estava com preguiça de fazer meu próprio comentário e estava esperando um parecido com esse para falar: Eu concordo plenamente com a Lívia!

  21. Daniel Lucena disse:

    Vi o video, e apoio a iniciativa mas o “Pai” do preço justo apelou demais… muito mimimi mesmo

  22. Luiz Gustavo disse:

    Cara, em certo ponto concordo com seu texto e seus argumentos..o felipe não usou argumentos que convença a todos..como o preço absurdo da gasolina ou o preço de remédios, alimentos, entre outras coisas mais importantes do que eletrônicos..
    mas o felipe usou o fato de ele saber que o publico dele é o ‘povo da internet’ o povo que mais liga pra tecnologia do que pra saúde e estudos pra começar essa ‘revolta’, usou como exemplo os eletrônicos para falar sobre o preço absurdo da exportação e dos altos impostos em geral, exatamente pelo fato de ser um povo ‘desinteressado’ em outros assuntos..imagina se o felipe usa preço de exportação do petróleo ou exportação de medicamentos para argumentar com adolescentes? nunca ia atingir o publico alvo dele e não chegaria em metade do que está sendo o manifesto.
    o fato dele usar muitos palavrões é algo sem necessidade, porém o palavrão é coisa que todo mundo, ou pelo menos o publico alvo dele (adolescentes na maioria) usa pra querer mostrar revolta ou fúria..se ele faz um vídeo querendo atingir um certo publico, vamos combinar que ele falando formalmente e dando como referencia assuntos que os adolescentes de hoje em dia não se importam(o que eu acho uma pena..)não ia dar certo né?
    resumindo de vez, o felipe foi mais inteligente do que todos pensam..começou essa ‘revolta’ pelo seu público alvo, usando como referencia o povo mais jovem, tocando em num único assunto que é interessante pra maioria do povo que assiste seus videos (os eletrônicos e toda tecnologia em geral)para falar sobre os altos impostos sobre a exportação, que vão começar a falar com um povo mais velho sobre tal vídeo e o protesto e acabará virando uma polêmica imensa por esse fato, ou você acha que na cabeça dele, ele não queria que toda essa discussão acontecesse e os mais velhos e interessados tocassem no assunto das coisas mais importantes e acabassem assinando ‘a idéia dele’?
    só não entendi por que citou a idade dele, acho que isso não tem muito a ver, tudo bem que ele é bem novo, mas não acho que pelo fato dele ser novo, essa revolta e toda a idéia dele não seja boa ou que possa acabar não virando em nada..

    abraço !!

  23. Luan Soares disse:

    Cara, concordo com as duas opiniões, mas acredito que pelo menos o Felipe Neto fez um tipo de jogada para que os iterneteiros que não são fãs dele(muitos da classe média)virassem fãs. É um tipo de jogada de marketing, ele pegou o que a audiência com a faixa etária de 12 à 18 anos (mais ou menos) está querendo e se deu como líder de um manifesto. Quando ele entregar pra alguém vai ser jogado num canto como tudo e ele vai ser o “grande líder da briga pelo Preço Justo nos eletrônicos”. Concordo que há coisas mais importantes no Brasil, mas se ele falasse de alimentos, e coisas de uma faixa etária mais elevada, o público alvo dele ia se perder.Não gosto de tipo de vídeo que o Felipe Neto publica por ser muito apelativo, mas esse espero que dê certo, pois seria o primeiro passo pra que a redução geral de impostos no Brasil começasse.

    Luan Soares
    15 anos – Fraiburgo – SC

    • oluquetucho disse:

      Luan, continuo fazendo a pergunta que fiz no post: e se não der em nada, o Felipe Neto vai se desculpar com a sua audiência pela jogada de marketing vazia e dissimulada de engajamento?

      • Luan Soares disse:

        Ele não vai fazer nada, o público dele são pessoas sem noção que nem vão lembrar do protesto…e todo mundo vai continua na merda :D….

    • @WoD_ disse:

      Luan detonou aqui ó. Belo comentário.

  24. Joao disse:

    Ai amigo, voce esta tentando se aproveitar do cara pra ter acessos no seu twitter e blog, ele fez uma manifestação para tentar melhorar algo, se você o critica faça seu proprio protesto para melhorar oque você acha certo ? AJUDE, nao atrapalhe …

    Se voce esta achando pouco ele ter citado ipads, eletronicos… faça seu protesto e ajudaremos você falows

    • oluquetucho disse:

      João, nunca quis me aproveitar de Felipe Neto. Se ele me mencionou foi para jogar contra mim uma horda de seguidores fieis como você, mas que não tem nenhum argumento, e pior, não aceitam críticas. Pelo menos você foi grosseiro sem ofender.

      Ah, eu fiz a minha parte sim. Eu assinei o manifesto.

  25. Bolha disse:

    A título de informação, plebiscito, referendo e iniciativa popular (abaixo-assinado), são instrumentos de democracia direta e participativa que o povo utiliza para exercer a sua soberania, podendo propor diretamente emendas constitucionais ou projetos de lei, em todas as esferas. Mas na prática acaba tendo pouco poder legal pois precisa de alguém (presidente,governador, deputado) para burocraticamente dar entrada no trâmite.
    Ou seja, nesse caso existe até um fundamento, o problema é, como sempre, o povo ser utilizado como gado, para satisfazer a fome de alguns poucos.

    • oluquetucho disse:

      Mestre Bolha, que prazer!

      Cara, eu li o manifesto e vi o vídeo algumas vezes e não encontrei nada que indicasse que eles conhecem, e muito menos que vão seguir o trâmite.

      Um grande abraço

  26. Guilherme disse:

    Cara, se você acha que ele tá defendendo somente a classe média, por que você não começa o SEU manifesto com a SUA causa? Cada um luta por aquilo que acredita, e se é por isso que ele quer lutar ele tem todo o direito. Ao invés de você ficar criticando e perdendo seu tempo (porque enquanto isso o número de assinaturas só aumentam), você poderia estar fazendo algo mais útil. Tipo tentar fazer alguma coisa sobre os ‘alimentos bitributados’ simples assim.

    • oluquetucho disse:

      Fiz a minha parte. Assinei o manifesto. Torço sinceramente para que o Felipe Neto reuna um milhão de assinaturas e entregue para o “governo”.

    • oluquetucho disse:

      Guilherme, você não entendeu nada do que eu escrevi.

  27. Danilo disse:

    Eu acho que seria interessante se o pessoal que tem um conhecimento maior do assunto ao invés de criticar ou dizer onde o rapaz(Felipe Neto) errou, fosse ajudá-lo, não sei talvez começando pelo contato com ele, e depois dicas do assunto, indicação de pessoas que possam ajudar. Não sei, minha opnião.

    • oluquetucho disse:

      Danilo, eu me pergunto se ele aceitaria qualquer ajuda? Afinal, já existia um movimento organizado com um objetivo próximo ao dele e mesmo assim ele preferiu assumir essas responsabilidades.

      • Danilo disse:

        Pois é, se ele não aceitar, ele é um otário…rs
        Pois podemos ver que ele foi infeliz em não citar certos(vários) pontos relevantes no vídeo.

      • oluquetucho disse:

        Olha, otário não é bem a expressão, mas seria realmente estranho.

  28. Bruno disse:

    LUCAS;

    Concorco com vc quando vc diz que Felipe Neto, se restringiu em apenas acessórios eletrônicos, como video game, ipads, blu-rays.. e etc.

    Mas vc dizer que: “Os exemplos do @felipeneto: videogame, filme e iPad. ITENS DE PRIMEIRA NECESSIDADE !”

    Seria muita hipocresia sua falar que você não gostaria de ter qualquer um desses acessórios? Talvez nao jogos, mas ipads, iphones.. eletrônicos em geral. Me fala quem nao quer ter?

    Cai para real Lucas. Ou você quer que o Brasil continue nessa retardo tecnológico que ele está ?

    Pode ver que em qualquer país desenvolvido as pessoas usufruem de todos esses acessórios.
    Um computador por exemplo já está virando algo essencial na vida de cada um. Alguns anos atrás nao era qualquer cidadão que comprava um computador. Já hoje em dia, isso é muito mais fácil. Porém esse processo foi algo demorado aqui, enquanto em outros países já aconteceu a muito tempo.

    Querendo ou nao, isso será um avanço.

    MAS NAO DESCORDO DE VOCÊ NA GASOLINA! NÓS BRASILEIROS QUE PRODUZIMOS PAGAMOS MAIS CARO DO QUE UM PAÍS QUE COMPRA PETRÓLEO, AINDA POR CIMA NOSSO!!!

    UM ABSURDO. Talvez começando por simples jogos, conseguimos chegar até a gasolina.

    • Luan Oliveira disse:

      Bruno, qualquer pessoa tem vontade de ter um produto eletrônico, mais primeiramente vem coisas que necessitamos para sobreviver, o que adianta ter um PS3, XBOX ou qualquer aparelho eletrônico se não temos comida para alimentar?

      Remédios?

      Então impostos sobre produtos eletrônico é de fato o último necessário, alguém concorda?

    • @WoD_ disse:

      Retardo tecnológico?

      O que é mais importante um Ipad ou um remédio pra uma doença crônica?

      • Luan Oliveira disse:

        Poisé, é isso que os fãs do Felipe Neto não tem capacidade nem para conseguir entender…

    • Aline disse:

      Bruno, computador e acesso à internet são coisas bem distintas de playstation 3, blu-ray e ipad. E o Governo tem vários programas assistencialistas de inclusão digital, inclusive para aquisição de computadores, que já são fabricados no Brasil e por isso vendidos a preços bem mais acessíveis.

  29. mafsunga disse:

    alimentos, medicamentos e tals…

    essas são coisas mais “baratas”, que uma pessoa de classe media pode comprar.
    mas diz ai se uma pessoa pobre que não tem como comprar alimento e medicamento vai ficar assistindo video do felipe neto ¬¬
    isso é uma campanha pela internet, por isso é relacionada a coisas da classe media.

    pode parecer egoismo, mas se o Felipe Neto fizesse um video pra ajudar pessoas pobres, pouquissimas pessoas iriam ajudar.
    _____________________________
    e sobre o governo. o mais provavel é que eles fassam isso, porque eles sabem que um pais é formado por PESSOAS, e como o felipe neto disse no video, as pessoas acham que as coisas são caras pelos donos da empresa que colocam preços absurdo. Se a campanha for longe, esse mito dos preços vai acabar e o governo tambem (pessoas revoltadas)

  30. Lais disse:

    Acho que não deverias julgar assim! Ele está tentando, meio difícil de conseguir pois precisa apresentar uma lei, passa pelo senado etc… mas ele mexeu com as pessoas! Isso já foi um grande avanço.Sim, ele falou só de eletrônicos! Melhor se fala-se de outros impostos absurdos, mas vamos começar reclamando de um, se mobilizando contra um! Se todos reclamassem que nem você, até de ajudar pelo sofá estaríamos perdidos! PORQUE QUANDO IRÍAMOS COMEÇAR A IR AS RUAS PROTESTAR CONTRA ESSES IMPOSTOS? Com um pensamento que nem o seu? Nunca. Então vai a dica de deixar com ele, se ele não conseguir, quem sabe não tentamos de outro jeito? Os brasileiros não batem de frente contra o governo, na minha opinião uma das condições deles não morarem num país de primeiro mundo, em países de primeiro mundo o governo tem medo de protestos e mobilizações em massa, eles abaixam o salário mínimo os concidadãos dos países de primeiro mundo fazem o que? protestam se mobilizam, tiram a bunda do sofá e vão as ruas! Felipe neto começou pela internet! No sofá? sim! E que vá adiante.

  31. Daniela disse:

    Quando você menciona que o Felipe Neto defende a redução de impostos para mercadorias consideradas supérfluas,isto é, Ipads, BluRays, Videogames, etc, afirma que esse tipo de tecnologia não é, então, importante. Se formos levar por esse lado, a TV, os CDs, a até o próprio computador, seu instrumento de trabalho para esse blog, não são essenciais, já que proporcionam diversão e não são elementos de 1a necessidade .
    Existe um preconceito em relação às tecnologias que visam o lazer, já que são vistas como algo que levam as pessoas ausar seu tempo de forma medíocre. O que não foi considerado, no entanto, é que esses tipos de tecnologias também podem trazer ampliação de cultura, uma vez que, por exemplo, um filme em BluRay pode trazer informações históricas sobre determinado fato considerado importante.
    Vivemos em um mundo globalizado e capitalista, idolatrador do lucro e da exploração do subordinado. Se o Felipe Neto traz uma proposta de luta por algo mais justo, mesmo que pequena, acho que o mínimo a ser feito é colocar um pouco de fé. Como você mesmo disse, não podemos mudar o mundo em uma revolução do sofá, mas se há a oportunidade de um clique fazer a diferença, vale a pena tentar.

    • oluquetucho disse:

      Daniela, você leu o meu post? Se leu, me mostra em que trecho eu critico os gadgets, por favor.

      • @WoD_ disse:

        Daniela, tome cuidado ao falar que gadgets trazem cultura. Que cultura é essa que eles trazem? Que cultura um ps3 me traz? Que cultura um Ipad me traz? Que cultura um Iphone me traz?

        E essa cultura que recebemos, é realmente a nossa cultura?

        Fique esperta no conceito de Colônia Cultura, pois você vive em um país assim.

      • oluquetucho disse:

        WoD_ estou na expectativa que você abra seu blog em algum lugar dessa internet. Vai ser interessante ler seus textos.

      • Daniela disse:

        Não vou brincar de caça-palavras no seu texto só pra ficar discutindo com você, afinal o blog é seu e você fala o que bem entender. Agora muito me admira você querer ver um blog de uma pessoa que fala que gadget nenhum pode trazer cultura. Mas, como eu disse anteriormente, o blog é seu e você tem o direito de publicar o que quiser nele, mas não sou eu que vou voltar a acessá-lo.

      • oluquetucho disse:

        Daniela, fica a vontade para defender seu ponto de vista, desde que você não ofenda nem censure ninguém. Fazer um muxoxo e sair resmungando não proporciona debate nenhum.

        Um abraço

  32. http://mimimibrasil.wordpress.com/

    dá uma olhada no blog que eu criei sobre o assunto! gostaria de poder reunir todos os textos num lugar só e começar um grande debate sobre isso! pois eu acho que a reforma tributária e os impostos é algo que deve ser discutido profunda e amplamente com a sociedade, e não apenas algo que deva ser mudado num caráter de imediatismo por uma classe média revoltada!

    vamos conversar pessoal! vamos argumentar, vamos discutir as bases do problema e começar por aí! não adianta colocar a carroça na frente dos bois!

    então cara, se quiser apoiar o “mimimi brasil” como autor ou colaborador, e irmos reunindo textos que provoquem debates, eu acho que seria uma grande forma de ajudar essa juventude desinformada e alienada!

    devemos lutar por nossos direitos! SIM! mas da maneira correta! não metendo os pés pelas mãos!

    • oluquetucho disse:

      Olha, eu adoraria ser colaborador do seu blog, mas eu mal dou conta desse aqui. Então prometo que acompanhar os debates lá e dar meus pitacos quando eu achar que devo, ok?
      Um grande abraço, obrigado pelo convite.

    • @WoD_ disse:

      Opa, fale mais sobre isso.

  33. Samir disse:

    Vou colar aqui exatamente o que eu disse à Felipe Neto (não acho que ele tenha lido)
    “E se o capital externo entrasse com tudo no país? Impostos no BRA são altos sim, mas talvez não seja uma tentativa do não enfraquecimento total do mercado interno? Acho que a saída então seria um abaixo assinado para melhores condições de formação de mão de obra, inovação tecnologica, fortalecimento das empresas p/ concorrência e não uma abertura que facilitasse planos neoliberais que sucateassem ainda mais o país e a condição trabalhadora.”
    Não sei se estou certo, mas acho que pelo menos eu tenho alguma base para falar sobre algo, coisa que não acredito que ele possua. Tenho 21 anos e estou indo para o meu terceiro ano de faculdade do curso de Geografia.
    Apanho muito lendo livros sobre economia, internacionalização de capital, meio ambiente e etc, ou seja, estudo e não chego falando asneiras que nem Felipe Neto e seus seguidores. Apóio tudo o que você disse em seu texto. E é isso.
    Meu twitter é @samirreid para qualquer chingamento hahahaha abraços

    • oluquetucho disse:

      Pois é Samir, eu nem me dei ao trabalho de trazer economia para o debate, porque sabia que os interlocutores não corresponderiam. Além disso, meu incomodo maior é com a falta de clareza do movimento.

      Mas foi pertinente o seu comentário.

      Um abraço

  34. Leitinho disse:

    Olha Lucas, não sei se esse é o espaço correto pra um comentário mais pessoal. Vou arriscar já que seu blog sempre foi bastante íntimo.

    Vc sabe que nunca entendi o prazer que vc sente em entrar nessas pelejas virtuais. Será que conseguir alguns poucos ganchos pra um bom papo compensa ouvir tanta baboseira de gente que vc não conhece? Principalmente considerando o tempo que se perde com isso, e sei que vc é muito ocupado.

    Seus posts continuam ótimos, ainda quero ver o término da saga de Itu.

    Quando estiver com saudades de pelejas tête-à-tête me liga pra gente beber um uisquinho e falar sobre coisas que valham mais a pena do q esse menino que faz vídeos. Aliás, se vc for começar uma cruzada pela redução de impostos dos itens de primeira necessidade, não se esqueça de baixar os preços do Whisky.

    Abraço e boa sorte.

    • oluquetucho disse:

      Grande Leitinho!
      Cara, eu me divirto nessas discussões na internet, mas não vejo a menor graça em escorregar num toboágua, por exemplo. Cada um com seu jeito (esquisito ou não) de se divertir. 🙂

      Rapaz, agora os trollzinhos vão entrar aqui, ver você me chamando pra tomar um whisky e vão dizer que eu “sou contra o movimento porque além de gordo, eu sou rico.” Rs.

      Fico feliz com a visita.
      Um abraço.

  35. Jéssica disse:

    Bom, eu nem conhecia Felipe Neto antes desse vídeo, então, minha crítica não tem fundamentos na pessoa que ele é, e sim no vídeo em si.
    Eu acho sim uma vergonha o que nós brasileiros pagamos de imposto para ter um celular, por exemplo. Eu considero uma coisa de primeira necessidade, pois tenho família e preciso me comunicar com eles. E até modelos mais simples custam muito mais aqui, do que lá fora. E porque? Para políticos continuarem na vida boa que levam? Se uma pessoa se coloca para ajudar em uma causa para o povo, mesmo que seja a mais fútil possível, porque não apoiar, ao invés de criticar? E se por acaso esse manifesto der certo, quem sabe ele não de forças para o povo lutar por causas mais dignas, mais justas e importantes. Eu sou classe baixa, e sabe o que eu vejo todo dia? Crianças em situações precárias, por não terem a instrução necessária. Então, se for para partir de um ponto, porque não daí?
    E o Felipe Neto faz críticas em um site voltado para adolescentes, o canal dele é sim voltado para esse público, portanto sim, ele usou as linguagens que o adolescente usa. Quem está promovendo o grande movimento? como sempre foi, desde a ditadura? Jovens. E se a linguagem dos jovens de hoje em dia é assim, porque ele não vai seguir os padrões?
    Eu apoio a causa, assinei sim, está de parabéns Felipe Neto pela iniciativa, bom seria se mais pessoa fizessem o mesmo.
    Abraços

    • oluquetucho disse:

      Jessica, se você ler bem o post, vai perceber que eu não sou contra a redução de impostos e que eu assinei o manifesto.

    • Aline disse:

      Jéssica, a tese aqui é a mesma utilizada pro computador aí em cima. O preço do aparelho telefônico TAMBÉM NÃO é caro, a menos que vc deseje um modelo de última geração (que em um mês já virou de penúltima). O que é caro neste país é o serviço de telefonia prestado pelas concessionárias e os impostos sobre ele incidentes… inclusive o PIS/COFINS, cujo repasse ao consumidor acabou de ser legitimado pela Corte Superior. E essa linha divisória entre o que é útil, necessário e supérfluo é que se mostra bastante frágil neste tipo de discussão, principalmente diante do caráter subjetivo de que se reveste. Mas nem sequer há manifestação do FN ou de seus seguidores nesse sentido…

      Sabe o que mais me entristece, é ver a deseducação do povo brasileiro, ratificada por alguns comentários que li aqui. Pessoas falando de assuntos que desconhecem por absoluto, qdo na verdade deveriam ser debatidos no jantar em família, porquanto do interesse coletivo! Isso sem contar as várias opiniões favoráveis e simultaneamente colidentes. Uns dizem que acesso à internet é fundamental a todo cidadão… aí vem outros e dizem que a interface do FN é só da juventude… meu deus, em quem confiar?!

      Pois bem, basta pra mim! Parabéns a vc, Lucas, mais uma vez. Muito bom o conteúdo do seu blog.

  36. Finger Sweat disse:

    Olá, eu tenho 13 anos e sei que isso vai desvalorizar minha opinião. Mas eu concordo com você. Não concordava quando comecei a escrever o comentário, mas depois de mastigar as idéias a compreensão melhorou.

    O Brasil está cheio de problemas piores, fato. E essa lista também não vai adiantar quase nada para resolver um dos mais simples. E o jeito que a campanha está explicada é muito ruim (mas isso também é em parte culpa da sociedade no geral, muitos menos leriam um parágrafo a mais). Mas eu apóio a campanha, a idéia. E se eu tiver que assinar essa lista (mesmo não podendo, sabe, sem CPF) quase inútil para perceberem que sim, não são só algumas pessoas que estão dispostas a distribuir dados pessoais por aí de forma não segura apoiando um manifesto inútil por que o preço dos importados está alto. E também para que, mesmo com um milhão de assinaturas, percebam que isso nada vai mudar na economia do Brasil e descubram que vai ser preciso que esse milhão de pessoas levantem do sofá e vão reclamar para alguém importante em vez de xingar no twitter, para mudar alguma coisa. E continuar lutando com todas as forças para ter um iPad mais barato a venda.

    • oluquetucho disse:

      Rapaz, você começa dizendo que sua opinião perde o valor por causa da sua idade. Não se apegue a isso, não deixem te julgar pela sua idade, e sim pelo que você pensa. E você mandou bem aqui!
      Um abraço.

      • Tom disse:

        Caro Finger,

        Só o que posso dizer é que dentro do seu texto há mais coerência do que encontro em lugares onde ‘pessoas mais velhas’ aparecem.

        Mas entendo sua preocupação. No passado longínquo, tratei com desprezo o dono deste blog por ele não passar de um mancebo cheio de espinhas.

        E então ele superou isso tudo e tornou-se um cara que não só afirma sua opinião, como dá a cara a trolls (mas até que aqui não; as pessoas têm sido bem educadas) para defendê-las.

        Jamais deixe-se levar pelo argumento de autoridade da idade, da pretensa experiência ou mesmo da grandiosa racionalidade! Continue assim, mesmo que discordem de você!

        Abraços daquele que era conhecido como “O Velho”. 😉

  37. Guilherme disse:

    Dá pra perceber que você tá bem embasado, que você tem um bom conhecimento do assunto. Em alguns pontos também concordo com você, o Felipe Neto usou os jogos e os iPads justamente para atrair a atenção da juventude, não sei se conscientemente. Mas eu acho que para um primeiro passo, a atitude está correta, e se o manifesto não der em nada, pelo menos saberão que os jovens que um dia serão a população economicamente ativa já tentou se mobilizar para tentar trazer algum benefício para o país. Não critico seu ponto de vista, até porque cada um tem o seu, mas acho que em vez de criticar, como você tem um bom conhecimento deveria ajudar o manifesto, já que acho que você concordou em algum ponto com o vídeo, senão não teria assinado o manifesto.

  38. Guilherme disse:

    foi mal pelos erros, to com sono e tenho prova amanhã :S

    • oluquetucho disse:

      Guilherme, ao contrário do que o Felipe afirma no vídeo, toda discussão a respeito do tema é válida, seja ela de apoio ou não. Fiz a minha parte mostrando o risco que é mobilizar tanta gente em torno de uma causa sem apresentar uma estratégia no mínimo razoável. Essa história de “ou concorda comigo ou está contra mim” é acima de tudo autoritária.

      Boa prova para você.

  39. Guilherme disse:

    Realmente concordo com você, que o movimento não tem uma organização necessária para que se inice um debate sobre o tema, mas também devemos considerar que o Felipe Neto usa os artifícios que atraem a maioria dos jovens no Brasil: palavrões, piadas e produtos importados. E sobre o autoritarismo também estou de acordo, uma vez que ao ser criticado o movimento, as pessoas respondam com insultos. Como você assinou o manifesto, acho que você já tem algum argumento para debater com os fanáticos pelo Felipe Neto. Mas acho que uma atitude como a dele deve ser valorizada, uma vem que ele une muito bem duas coisas que os jovens adoram fazer e usar: criticar e articular coisas pela internet. Acho que se você debatesse com ele uma melhor forma de articular um manifesto para reduzir a carga tributária, o resultado seria melhor.

    eu falo dos jovens, mas eu tenho 16 anos apenas :D, e valeu pela boa prova (:

  40. Guilherme disse:

    É, eu tbm acho que não. Mas continua fazendo isso, vim aqui no blog discordando totalmente de vc e quando li o texto, pouco a pouco fui percebendo que vc apresentava coerencia nos argumentos, e entendia sobre o assunto, ai eu resolvi saber sua opinião. Então, boa sorte tentando levar informação pras pessoas. Boa noite a todos (:

  41. cidadão furioso disse:

    Bom, a politica não é feita dessa forma, gritando e bradando palavrões. Se o filipe acha que a dilma vai recebe-lo pra ele ficar mandando ela tomar no cú, bom…
    A politica é feita nos bastidores e enquanto ele não conseguir alguém de peso pra bancar esse manifesto não vai dar em nada além de uma lista enorme de e-mails pra ele vender por ai. Já propus isso uma vez quando uma loja de departamentos do Rio de Janeiro prontificou-se a fazer uma doação para ajudar os desabrigados de uma tragédia natural na serra carioca e vou propor mais uma vez: quem quiser se juntar ao felipe vá ao gmail crie um e-mail fake e o inscreva no manifesto, pelo menos se nãop der em nada vc não corre o risco de ver sua caixa de e-mail entupida de um dia para o outro.

  42. Bolha disse:

    Pelo visto o cara conseguiu. Estrea daqui a pouco um quadro na Globo.

    • oluquetucho disse:

      Mestre, ele ja tinha um programa no Multishow. Não foi agora que ele chegou na Globo.

      • Bolha disse:

        Deve ser muito fácil trabalhar com produção para televisão hoje em dia. Dia de domingo é um Ctrl+C Ctrl+V te tudo que acontece na internet.

  43. rodrigo disse:

    PARABENS AO FELIPE NETO! ACHO QUE ELE ENFATIZOU UM ITEM (ELETRONICOS,GAMES)PARA ATINGIR ,MOTIVAR E CONSCIENTIZAR O PUBLICO JOVEM,POIS NUNCA TIVEMOS A OPORTUNIDADE E NEM É DO INTERESSE DE NOSSO GOVERNO DETALHAR O QUE PAGAMOS DE IMPOSTO E QUAL SEU DESTINO.
    TALVEZ SEJA UM INICIO DOS FUTUROS MOVIMENTOS DE IMPOSTO BAIXO JÁ!

    JA PENSARAM EM SER REGRA VOCE ENTRAR EM UM SUPERMERCADO,E NAS ETIQUETAS DE PREÇO ESTIVER DESMEMBRADO (NESCAU PRECO: R$1,98 PRODUTO E R$ 2,12 IMPOSTO- TOTAL :R$ 4,10.).

    AI SIM O POVO TALVEZ IRIA COMEÇAR A SAIR PARA AS RUAS REIVINDICANDO BAIXO IMPOSTO. OU COBRANDO MAIS EDUCACAO.

    TE+

  44. Denielton disse:

    PARABENS AO FELIPE NETO! ACHO QUE ELE ENFATIZOU UM ITEM (ELETRONICOS,GAMES)PARA ATINGIR ,MOTIVAR E CONSCIENTIZAR O PUBLICO JOVEM,POIS NUNCA TIVEMOS A OPORTUNIDADE E NEM É DO INTERESSE DE NOSSO GOVERNO DETALHAR O QUE PAGAMOS DE IMPOSTO E QUAL SEU DESTINO.
    TALVEZ SEJA UM INICIO DOS FUTUROS MOVIMENTOS DE IMPOSTO BAIXO JÁ!
    JA PENSARAM EM SER REGRA VOCE ENTRAR EM UM SUPERMERCADO,E NAS ETIQUETAS DE PREÇO ESTIVER DESMEMBRADO (NESCAU PRECO: R$1,98 PRODUTO E R$ 2,12 IMPOSTO- TOTAL :R$ 4,10.).
    AI SIM O POVO TALVEZ IRIA COMEÇAR A SAIR PARA AS RUAS REIVINDICANDO BAIXO IMPOSTO. OU COBRANDO MAIS EDUCACAO.
    TE+

    Concordo.

  45. […] maior parte dos casos, ou querendo discutir a manifestação do vlogueiro. O post está lá para quem quiser dar uma olhadela na caixa de […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: