Medo da morte

Pensando na minha lista de medos, me dei conta que não coloquei lá o medo da morte.

Eu não tenho medo da morte. Tenho medo de acabar antes de fazer o que eu acho que tenho importante para fazer, como se eu estivesse predestinado a algo. Talvez a arrogância de achar que eu tenho pela frente um grande destino me faça não ter medo da morte.

A morte é o inevitável fim que dá sentido a vida. É por saber que vamos morrer um dia que queremos sempre mais, no máximo e agora. O grande problema é viver num mundo onde ou você é contaminado com a ideia de predestinação, ou uma necessidade de realização que nem sempre condiz com que a pessoa deseja.

Eu até tenho uma lista de coisas que eu gostaria de fazer antes de morrer, mas seria irrelevante me preocupar com ela. Não vou me frustar depois de morto afinal, eu vou estar morto.

Anúncios

2 Responses to Medo da morte

  1. Oculto disse:

    Acho que o maior risco não é o de se frustrar depois de morto (afinal…), é o de se frustrar com a aproximação da morte. Quanto mais velhos nos tornamos maior o peso do “grande destino” não concretizado.

    Talvez o melhor seja não se achar predestinado a nada. Se achar predestinado = “valorizar o destino, não o caminho”.

    Curte o caminho! E abre o olho com a morte. O.o

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: